O meme é pop

Você que está lendo este texto  já ouviu falar, em algum momento de sua rotina online ou offline, sobre MEMES. Muita gente conhece pelo menos uma dúzia e sabem que a comunicação já aderiu a esse formato no dia-dia.

A antiga máxima que “uma imagem vale mais que mil palavras” ganha ares de cultua pop com os memes e esses  deixaram de ser apenas o formato intermediário entre a foto e o vídeo para se tornar um viés bem contemporâneo de comunicação e expressão artística.

 

O que é Meme? 

Esse é um termo grego que significa imitação. O termo é bastante conhecido e utilizado no “mundo da internet”, referindo-se ao fenômeno de “viralização” de uma informação, ou seja,qualquer vídeo, imagem, frase, ideia, música e etc, que se espalhe entre vários usuários rapidamente, alcançando muita popularidade.

O termo foi elaborado por Richard Dawkins em 1976 no bestseller “O Gene Egoísta”, e vem da palavra grega “mimeme” (que significa “algo que é imitado”). O livro apresenta a ideia do Darwinismo universal em que não apenas as espécies, mas qualquer coisa evolui baseada em variedade, seleção e hereditariedade. Assim, o meme está para a cultura como o gene está para genética. Em outras palavras, os seres humanos são máquinas genéticas e máquinas meméticas.

Os memes são tão antigos quanto a humanidade e estão relacionados com a evolução cultural. Memes são informações replicantes que, como os vírus, infectam o nosso pensamento, afetam o nosso comportamento, e se propagam de cérebro em cérebro, formando nossa cultura. Assim, o meme é o gene cultural que se reproduz.

Se na antiguidade era necessário que uma pessoa estivesse fisicamente próxima um da outra para aprender um comportamento e replicar, com a evolução das tecnologias de comunicação ao longo da história, foi se formando uma estrutura cada vez mais propícia para a propagação dos memes, culminando com a internet que passou a permitir que qualquer pessoa possa potencialmente ss tornar um gerador e/ou difusor de memes. E mais do que isso, a plataforma da web 2.0 fornece um ambiente rico para permitir a criação e edição de memes tecnológicos, inviáveis anteriormente.

Assim, a internet favorece a criação e propagação de memes devido a vários fatores: maior facilidade e velocidade de propagação, disponibilidade full time, repositório de ferramentas para criação de memes e replicação de comportamentos.

Pensando nisso hoje muitas das nossas plataformas de interação e comunicação, como as redes sociais investem em melhorias das suas plataformas para que as pessoas possam através de memes se expressarem na web.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: